Facebook Forum Insider Instagram Forum Insider

Os passos para uma carreira de modelo saudável

Por Guilherme Carraro

 

O mundo fashion é visto como ápice do glamour. O desfile da Victorias Secret, que segue sendo um dos eventos televisivos mais assistidos do mundo, é um exemplo dessa visão. Mas o que chama a atenção nestes eventos é o nível de magreza de algumas modelos. Claro, a necessidade de um padrão de medidas para os estilistas terem uma base para suas criações é necessária. Mas até que ponto é saudável emagrecer e quais são os sinais de alerta?

 

 

“Mudar para São Paulo, mudar de colégio e ter altas expectativas faz com que a ansiedade dessas meninas dobre” diz o doutor Marco Tommaso, psicólogo formado pela Universidade de São Paulo e que atendeu nomes como Gisele Bündchen e Alessandra Ambrósio. Tommaso, que também é consultor de psicologia no site de Gisele, concentra parte de seu trabalho de tratamento de ansiedade e compulsão alimentar em modelos.

 

Quem é o grupo de risco?

 

Atrizes, modelos e bailarinas são o grupo de risco dessas doenças, destaca o psicólogo. É possível ler sobre isso na pesquisa "Transtornos Alimentares entre Modelos Profissionais" realizada no Departamento de Psicologia na Universidade de Cagliari, na Itália, publicado em 2008. A pesquisa estudou os distúrbios alimentares em 55 modelos. Os problemas iam de anorexia e bulimia até uso de diuréticos e laxantes para a perda de peso. De acordo com a pesquisa, que também ressaltou o grupo de risco, 60% desses modelos apresentavam episódios de bulimia. Já 5,4% apresentaram uso de diuréticos e laxantes para emagrecer.

 

O Dr. Tommaso alerta que a pandemia também tem deixado esse grupo ainda mais vulnerável, seja por problemas financeiros ou pânico da situação em si. E por isso muitas pessoas, não apenas modelos, encontram um alento numa alimentação pouco saudável. O psicólogo ressalta que os modelos devem ter acompanhamento médico, nutricional e psicológico adequado.

 

Prevenção e soluções

 

Quem também comenta sobre é a especialista em comportamento e transtornos alimentares, Priscilla Leitner, do Instituto de Pesquisa do Comportamento Alimentar de Curitiba (IPCAC). Ela fala que os casos de transtornos mentais, como ansiedade, podem ser causas desses distúrbios. Ela comenta que a aceitação dos corpos é primordial, e que a informação é um dos principais meios para prevenir esses problemas de saúde. Por isso é necessário entender que cada pessoa possui um tipo de corpo. E caso não consiga as medidas para ser modelo fashion, outras portas estão abertas, como a de modelo comercial, curvy e plus. Como resultado a moda vem fazendo esse apelo de corpos diferentes em seus desfiles, como foi o caso da Versace em seu desfile de outono\inverno. Isso demonstra a importância de encontrar uma agência adequada e que te apoie em qualquer situação.

 

 

Do mesmo modo que essas questões são importantes, o sono e o exercício físico também são. “Uma quantidade muito grande de pessoas tem tido insônia ultimamente” complementa. A falta de sono pode trazer estresse e causar outros transtornos mentais. “O sono a gente trata antes até do que o distúrbio alimentar” diz. O exercício físico, também é primordial para ter uma boa noite de sono, melhorar os níveis de humor e auxiliar o sistema digestivo. Além disso, ela fala que é necessário ter uma alimentação equilibrada e não restritiva, e entender o que o corpo deseja comer.

 

Sendo assim, ela antecipa que é possível ter uma carreira saudável como modelo. “Dá sim. Não é todo mundo que vai desenvolver um problema alimentar” de acordo com a especialista. Ela ainda diz que também já teve pacientes que se trataram com ela e hoje se encontram completamente felizes e em ótimo estado de saúde.

 

Desde sempre, nós da Forum Model prezamos pela saúde de todos os nossos modelos e profissionais.

comentários




VOCÊ PODE GOSTAR DE...